Arquivo da tag: personalizado

A onda da moda dos Patches.

Quando falamos de patches, logo vem a cabeça a moda jovem dos anos 80.

Mas eles existem bem antes disso, em meados dos anos 30 essas aplicações em bordado (patches) tem origem nos uniformes militares, nesta época serviam como identificação, para mostrar de qual patente e exército era o soldado. Com o passar do tempo migrou para o mundo dos roqueiros que colavam os patches nas peças em jeans e nas jaquetas.

foto-1 foto-2 foto-3 foto-4

Na década de 70, eram usados pelos punks, usaram os patches para customizar de foram simples as roupas e através delas, mostrar suas opiniões políticas e seus gostos musicais.

foto-5 foto-6 foto-7

Continuaram com força total nos anos 80 e, sem dúvida, os patches até hoje são usados com a mesma finalidade, mas para o mundo da moda, eles perderam um pouco o significado e são usados de forma decorativa.

foto-8 foto-9 foto-10 foto-11

Nas últimas coleções tanto internacionais e nacionais apareceram de várias formas, divertidas, modernas ou com ares esportivo, invadiram as passarelas, sapatos, bolsas, blusas, nas jaquetas, coletes e nas calças jeans.

untitled-1 untitled-2 untitled-3

Essa moda invadiu também o guarda-roupa das blogueira e estão bombando nas ruas tanto para este verão como para o próximo inverno.

untitled-4

Esse aviamento é fácil de encontrar em armarinhos, a maioria é termo-colante, mas para que ele não descole, é só dar uns pontinhos a mão. Não é necessário ter muito conhecimento de costura.

untitled-5

Os patches deixam as peças personalizadas, é só escolher desenhos que são a sua cara.

untitled-6

Vamos brincar de customizar ????

Aqui a Sigbol de tá uma ajudinha na hora de customização com técnicas infalíveis!

*

Por Elizangela Gomes, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 11, 12, 13, 14, 15, 16, 17, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24, 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31, 32, 33, 34, 35, 36, 37, 38, 39, 40, 41, 42, 43 e 44.

Modelagem Tridimensional

Moulage ou Draping (em inglês) é uma técnica de modelagem tridimensional: ao invés do molde geométrico sob medida ou de medidas industriais, os modelos são desenvolvidos diretamente no manequim ou no corpo de uma modelo de prova. O tecido é moldado, riscado, alfinetado e cortado para reproduzir o modelo desejado com mais precisão. Com essa técnica podemos visualizar o resultado da modelagem enquanto ela está sendo desenvolvida.

FOTO01

Existem várias maneiras de fazer moulage, e diferentes técnicas que focam o aspecto criativo. As técnicas tradicionais também apresentam muitas variações em detalhes de como marcar costuras, pences, recortes, drapeados, franzidos, bordados, etc.

FOTO02

A moulage serve para o desenvolvimento de qualquer tipo de roupa: peças de malha, alfaiataria ou fitness.  A diferença da moulage para modelagem plana é que ela é utilizada para modelos mais elaborados; em modelos mais simples não compensa o trabalho, porque é razoavelmente demorada.

FOTO03

Essa técnica é muito utilizada em modelos que fogem um pouco do padrão  ou  quando a peça é muito modelada ao corpo. As peças que mais elaboradas geralmente têm recortes diferentes, ou muitos recortes e volumes exagerados localizados em lugares inusitados, como golas de formatos e tamanhos diferentes, pregas volumosas, drapeados  diagonais e torções. Estes modelos ficam mais fáceis de serem visualizados sobre um manequim do que no molde plano e o resultado é satisfatório.

FOTO04

A moulage é ideal para criações em que não temos uma ideia definida de como ficará o caimento da peça.

FOTO05

Essa técnica inicialmente era usada em peças de alta costura, mas agora é aplicada em peças de prêt-à-porter ou de magazine, que são produzidas em pequenas escalas. Tanto criadores nacionais ou internacionais utilizam esse método,  principalmente no processo criativo.

FOTO06

A maioria das marcas que trabalham com moda sofisticada também adotam essa técnica.

*

Por Elizangela Gomes, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2 e 3