Arquivo da tag: Movimentos culturais

Tribos Urbanas – 5: Movimento Skinhead.

Movimento Skinhead

1

Como na maioria das contraculturas os skinheads surgiram nas décadas de 60 e 70. Mas teve início no Reino Unido, onde jovens da classe trabalhadora se opunham aos pensamentos hippies, que começavam a se espalhar pelo mundo.

Eles se identificavam com a cultura jamaicana trazida por afro-caribenhos recém chegados à Inglaterra. Este movimento foi construído por meio da música, o reggae e o ska.

A ideologia do movimento não possuía nenhuma intenção à segregação racial, mas com a crise econômica do Reino Unido de 1970 a relação com os imigrantes se transformou em ódio, já que, com a chegada de muitos paquistaneses o número de vagas de emprego diminuiu. Foi neste momento que outras denominações do movimento surgiram, e a violência contra imigrantes se tornou a principal característica desta contracultura.

Mas não é uma ironia? O movimento surgir através de imigrantes e esses se tornarem o alvo de violência principal dos skinheads?

Em 1980 quando a contracultura cruzou os mares e chegou aos Estados Unidos a ideologia continuou a mesma, mas agora a violência e vandalismo eram contra negros, imigrantes latinos, judeus e homossexuais.

Mas entre as denominações dos skinheads, ainda existe aquela com o pensamento inicial, na cultura da jamaica e outras que foram se adaptando aqui e ali conforme a região que alcançava.

painel 1

A principal característica de um skinhead é a cabeça raspada. As roupas bem passadas, sapados limpos e ajustados eram uma forma de protesto contra as roupas de “bicho grilo” dos hippies.10E entre as peças usadas por esta tribo estão:

  • A calça jeans;
  • E/ou calça com estampa militar;
  • Camiseta branca;
  • Jaqueta estilo militar;
  • Botas com biqueira de aço.

painel 2

*

Por Crislaine Lima professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 12345678910.

Manual Arte de Vestir Sigbol Fashion.

Tribos Urbanas – 1: Subculturas.

Untitled-2 copy

A expressão “tribo urbana” foi criada pelo sociólogo francês Michel Maffesoli, em 1985. Trata-se de grupos formados nas metrópoles, por pessoas que se identificam através do life style,  músicas, política e ideologias. Mas que ao mesmo tempo possuem a necessidade de se diferenciar de outros grupos (tribos). Ou seja, as tribos uniformizam ao mesmo tempo em que diferenciam.

Na maioria das vezes são jovens que, a procura de uma identidade e um lugar na sociedade, acabam se agrupando. Este fenômeno juvenil tem se multiplicado nos cenários urbanos onde o que impera é a impessoalidade.

Cada grupo possui um comportamento próprio, como por exemplo, a maneira de se vestir e de falar. E nas últimas décadas estas características das tribos vem ditando e inspirando a moda.

Algumas delas são:

  • Surfistas ;
  • Skatistas;
  • Hippies;
  • Góticos;
  • Punks;
  • Emos, etc.

Este é o primeiro de vários post´s sobre este assunto. Aqui pretendemos (resumidamente) mostrar a vocês alguns movimentos de contracultura considerados tribos urbanas.

Fique ligado!

*

Por Crislaine Lima, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 12

Manual Arte de Vestir Sigbol Fashion.