Arquivo da tag: moulage

Especialização no mercado da Moda

Para acompanhar o ritmo cada vez mais acelerado do lançamento de coleções e atender um consumidor que tem aumentado seu nível de exigência, a indústria da Moda precisa se reinventar.

O investimento em tecnologia ajuda a tornar os processos mais assertivos e inteligentes é uma necessidade urgente das empresas de todos os setores. No entanto, de nada adianta ter sistemas e equipamentos de última geração se os profissionais de Moda não estiverem preparados. O mercado, vem evoluindo ao longo dos anos, mas ainda carece de mão de obra qualificada.

Uma das principais mudanças é que agora são valorizados os profissionais que conseguem enxergar o negócio como um todo, e não apenas a função que eles desempenham no dia a dia das empresas em que atuam.

A integração entre os diversos setores de uma empresa, ajuda nos processos e melhora a produtividade das equipes, impactando positivamente o resultado das confecções.

A Sigbol Fashion contribui para entregar a essa indústria, profissionais preparados para atender às exigências de um mundo cada vez mais conectado. Com o objetivo de acelerar a inovação desse mercado.

Se você deseja se aprofundar na área, nossos cursos oferecem a capacitação para atuar em diversos campos da indústria da moda. saiba mais em nosso site.

*

Por Elizangela Gomes, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Para que serve os piques e as marcações no molde?

Marcações e piques são fundamentais em qualquer modelagem. Elas servem para definir altura e pence, marcação de bolsos e a posição de um bordado ou botão.

O pique também, tem como função indicar para quem costura o ponto exato em que ele deverá fazer a junção de costuras como, por exemplo, a altura de quadril, a marcação de barras e as laterais das peças.

E na Sigbol Fashion, você encontra uma gama de cursos voltadas para a área de modelagem. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4.

Análise Ergonômica

Você já ouviu falar de análise ergonômica? O que é? Para que serve no mercado da moda?

Conhecido também como laudo ergonômico, trata-se de um documento essencial na avaliação (quantitativa e qualitativa) dos riscos financeiros presentes nas máquinas, equipamentos, postos de trabalho e na execução da atividade profissional.

No estudo da construção da modelagem é necessário conhecer as medidas e proporções do corpo humano. Isso porque a construção da modelagem tem relação direta com os volumes e a anatomia do corpo.

Durante a execução das modelagens é importante considerar alguns fatores primordiais como caimento, conforto, usabilidade, movimento, diferenças físicas, flexibilidade, necessidades estéticas, facilidade ao se vestir e tirar a peça. Também devem ser avaliados os recursos materiais necessários, tais como os instrumentos e as tabelas de medidas.

O bom caimento de uma peça decorrentes de uma boa modelagem são fatores decisivos no sucesso do modelista.

Em nosso curso de modelagem industrial, você aprende o processo de fabricação de roupas em larga escala. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Identidade Visual na Modelagem

Imagem relacionadaProvavelmente você já reparou que cada marca possui uma harmonia entre as peças, não só entre estampas e cores, mas também na modelagem.

Ao entrar para o mercado de trabalho, é necessário entender a marca e seu público-alvo. A partir do Briefing você analisa os diferencias que a marca pode prevalecer para conquistar seu público. E acredite, a modelagem é uma das principais características. Ao apresentar uma boa modelagem, você cativa clientes com biotipos de corpos, já que as diferentes origens, etnias e a miscigenação ocorrida no decorrer da História fizeram com que o corpo humano apresentasse diferentes características.

Imagem relacionada

É de extrema importância uma confecção trabalhar a sua própria identidade na modelagem. A sintonia entre as áreas de criação e modelagem também é de extrema importância no  desenvolvimento de uma nova coleção. Cada profissional envolvido nas etapas precisam se comunicar para que o produto final seja desenvolvido da melhor forma possível. Desta forma as informações servirão para fazer ajustes necessários para as coleções.

Imagem relacionada

Em nosso curso de Modelagem Industrial, você aprende todo o processo produtivo de uma confecção. E se você possui loja, pode aprimorar a modelagem coerente com o seu público.  Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6.

Webinar (Audaces) – Mariana Battisti de Abreu

Moda e vestuário, qual a diferença?

Costurinha

 O vestuário na verdade é o que cobre e protege o nosso corpo. Independente do estilo ou a forma estética. O clima e os valores culturais e sociais desempenham importantes papéis na determinação da roupa. Trajes práticos como uniformes e roupas de trabalho são criados para fins de proteção e praticidade. De tempos em tempos, devido aos avanços tecnológicos da indústria têxtil ou aos conceitos, as exigências de cores, tecidos e estilo das roupas acabaram variando. Mas essas mudanças são sempre pequenas e o objetivo da roupa permanece funcional.

Raven 1 Raven 2

Já a moda é geralmente lançada duas vezes ao ano, por meio de coleções primavera/verão e outono/inverno. Governada pelas velozes e contínuas mudanças de estilo, materiais e detalhes. Em comparação à natureza básica e funcional do vestuário, o estilo reina supremo.

Moulage

A função principal da moda é oferecer ao consumidor a cada estação, a tendência atual. Os estilistas trabalham muito para se conectar ao consumidor, tanto no estético como no emocional. Temas conceituais são abordados por meio das roupas, desfiles e imprensa de moda. Buscando inspirações na história e nos trajes de época, em diferentes culturas, na política, na economia e na tecnologia. Além das coleções de moda, os designers apresentam novos penteados, comprimentos de cabelos e novos looks de maquiagem para a estação. O objetivo é se aproximar mais do cliente, para que ele se torne fiel a sua marca.

Desfile

Para abrir uma marca é necessário fazer várias pesquisas como: ponto de venda, público alvo, definir um tema e muitas outras coisas. E se você está afim de aprender, não perca tempo pra conhecer o nosso curso de Estilo. Aperte o Play e seja feliz!

Piscadinha

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

 

Referências: 1234567 e 8.

Apostila de Estilo

Livro: O que é Design de Moda? – Gurmit Matharu