Arquivo da tag: jazz

Creative Friday – Jazz

Aperte o play:

tumblr_nq2hv81qc01rdfgw4o1_r1_500

Aqui não tem tempo ruim, pois os anos são loucos. É hora de balançar o quadril honey!

ca283c3f170c2abfb964ea4028b5c885

O Jazz está no ar, desde 1920, tendo suas raízes na música negra americana, com sua maior influência no Blues.

tumblr_mjbo7fsbos1s6ana0o1_500

Hoje, após o surgimento de outros estilos musicais, ele acabou se fundindo e se tornando cada vez mais contemporâneo.

tumblr_myl54buf2l1s2i5gpo1_500

O importante é que ninguém fica parado quando ele começa rolar. E nós não podíamos deixar de experimentar essas vibrações.

jazzimg_2405img_2406img_2407p_20161125_063007_1img_20161128_123140th

tumblr_mstz4pcqzo1rf540bo1_400

Amy!

Prestes a completar 10 anos de existência, o álbum Back To Black da cantora Amy Winehouse nos trouxe muitos sucessos, além de mostrar sua verdadeira essência colocando-a nas paradas de sucesso; com uma mistura de soul, jazz e blues.

tumblr_lew3gsGWiy1qb3bwto1_500

No ápice da carreira Amy influenciou artistas musicalmente como Adele, porém também influenciou a moda trazendo novas visões do “velho”.

Londrina, trazia consigo a excentricidade de uma cidade que já abrigou outros ícones de moda marcantes; Gene Simons, Bob Dylan, Dee Snyder, Joey Ramone, etc.

No inicio da carreira Amy apresentava-se de forma simples para a mídia, conforme sua ascensão e o casamento conturbado com Blake sua aparência foi gradualmente transformando-se no que hoje conhecemos.

Com cabelos beehives, olhos com delineador gatinho, vestidos com silhuetas triangulares ou godês, sapatos peep toe, todas características inspiradas nas cantoras de jazz dos anos 50 e 60.

Jean Paul Gaultier em 2012 dedicou sua coleção de alta costura a cantora dando ênfase as suas características mais marcantes.

Amy refletia o que conhecemos como geração Y que ao mesmo tempo que usa a moda mainstream procura se diferenciar inspirando-se nas subculturas revivendo o passado ao seu modo deixando seus looks serem uma extensão de si.

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1 e 2