Arquivo da tag: Fashion

Curiosidades da Moda: Decotes

Porém, a roupa mais antiga do mundo, conhecida como Vestido Tarkhan, possuía pregas e um decote em V e foi encontrada no Egito, ou seja, com a duração de 5.100 a 5.500 anos.  Este registro é tão importante da história do vestuário que pode ser considerado um indício que o decote surgiu a dois milênios antes.

Com o passar do tempo e o notar que os decotes tornavam as mulheres mais sensuais, os decotes ganharam espaço no vestuário feminino durante a Idade Média e mais variação de uso, como formato quadrado, arredondados, em V, na frente ou nas costas. Além do mais, o espartilho era um grande aliado dos decotes, porque levantava e valorizava os seios, mas caiu em desuso por ser muito desconfortável, entretanto o sutiã continua a desempenhar este papel e ainda é um grande aliado dos decotes até os dias atuais.

No início do século XX, o modelo dos decotes passaram a ser discretos. Era comum que as mulheres usassem roupas sem decotes, com golas em modelos que cobriam todo o colo.

 As peças com decotes conservadores permaneceram em alta até a década de 20, os também conhecidos “Anos Loucos”. Apesar, de ser uma época onde apresentava muita ousadia na revolução do vestuário feminino, o decote foi ressurgindo, acompanhando o ritmo das mudanças no comprimento das saias, que encurtaram alguns centímetros mostrando os tornozelos e os decotes voltaram a mostrar um pouco mais o colo das mulheres. Já nos anos 30 trouxe a chegada do decote nas costa, mesmo quando a moda da década permaneceu discreta, afetada pelos os efeitos da guerra.

Os anos 40 trouxera o decote envelope, um dos modelos mais usados nessa década tanto em vestidos, quanto nos casacos.

Já nos anos 50 os decotes começam a ser mais ousados em maior variedade de roupas. Esta década também foi responsável pelo sucesso do decote “princesa” ditado pela coroação da Rainha Elizabeth II e eternizado por estrelas como Audrey Hepburn. As estrelas da época também eternizaram o decote em V e o tomara que caia.

Nos anos 60 os ousados vestidos tubinhos tinham decotes arredondados ou quadrados com arremates e modelos inovadores, mas não eram muito profundos. Os decotes altos dos anos 60. Já a década de 70 traz consigo o decote ombro a ombro, os modelos ciganinha que acompanhavam a onda Hippie e também o decote frente única.

Os anos 80 trouxeram decotes assimétricos de variados tipos, e os anos 90 consagraram os decotes retos e os drapeados.

Atualmente os decotes ganharam diversos formatos, alturas, tamanhos e até volumes, principalmente na passarelas.

Gostou deste post sobre Decotes? No curso de Personal Stylist você aprende muito mais e descobre qual o mais adequado para cada tipo de silhuetas. Saiba mais em nosso site.

*

Núcleo de Criação da Sigbol

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.

 

Curso de Personal Stylist para quem tem loja online

O número de lojas online só faz crescer. Ter uma loja online tem muitos benefícios e é infinitamente mais barato do que ter uma loja física.

Imagine então, se você que tem sua loja, seja ela online, física ou até mesmo os dois, pudesse ajudar seu cliente na hora das compras?

Ajudar na escolha de um look para uma ocasião especifica, ou ajudar na coordenação de peças (blusa lisa com saia estampada, estampa com estampa etc). Saber oferecer opções de peças de acordo com o tipo físico do seu cliente,para que assim ele saia super satisfeito e volte a comprar com você… entre muuuitas outras dicas super valiosas que você aprenderá no curso de Personal Stylist!

Sua loja tem acessórios também? Maravilha! No curso você aprende como usar os acessórios e a importância que eles tem na composição de qualquer look interessante.

O curso de Personal Stylist é super indicado pra quem tem uma loja física ou online! Muitas lojas online contratam o serviço de um personal stylist para ajudar seus clientes virtualmente na hora das compras, imagine então você mesma ter esse conhecimento e poder fazer esse atendimento? Só vai agregar valor ao seu negócio e alavancar as vendas!

*

Por Andreia Muniz, professora de Personal Stylist da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4.

Fashion Revolution: A força positiva da moda

“O Fashion Revolution acredita no poder de transformação positiva da moda, e tem como principais objetivos  conscientizar sobre os impactos socioambientais do setor, celebrar as pessoas por trás das roupas, incentivar a transparência e fomentar a sustentabilidade”.

O movimento nasceu com a sensibilização do conselho global de profissionais da moda após o desabamento do edifício Rana Plaza em Bangladesh, causando a morte de 1.134 trabalhadores da indústria de confecção e mais de 2.500 feridos, tragédia que aconteceu no dia 24 de abril de 2013.

Realizado inicialmente no dia 24 de abril, o Fashion Revolution Day ganhou força e hoje tornou-se a Fashion Revolution Week, que conta com atividades promovidas por núcleos voluntários, em mais de 100 países. No Brasil atua há cinco anos.

E com o movimento surgiu a campanha #QuemFezMinhasRoupas para aumentar a conscientização sobre o verdadeiro custo da moda e seu impacto no mundo, em todas as fases do processo de produção e consumo.

Nada mais sustentável econômica e ambientalmente do que criar e confeccionar suas próprias roupas, aqui na Sigbol Fashion celebramos e compartilhamos cada peça feita pelos nossos alunos!

*

Por Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1

ABRAM ALAS: Jean Paul Gaultier para escola de samba da Portela

Jean Paul Gaultier, grande estilista francês desenhou os looks de mais de uma ala inteira (batizada de “Franceses em Madureira”) no desfile da Portela que aconteceu na Sapucaí na madrugada do dia , 4/03 para o dia 5/03.

A escola homenageou a cantora Clara Nunes, que era portelense e morreu em 1983, aos 40 anos .

*

Por Mayara Behlau, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1

Passo a passo CARNAVAL: Saia Pavão!

Material:

  • Cetim azul
  • EVA com glitter (dourado, azul e verde)
  • Fita de cetim
  • Linha
  • Agulha
  • Cola quente

 

1º passo: Modelagem

  • Medir a cintura + 5 cm e comprimento desejado
  • Traçar um meio circulo com as medidas
  • Espelhar

 

2º passo: Tecido e acabamento da saia

  • Colocar o molde sobre o tecido
  • Cortar
  • Queimar as bordas do tecido para não desfiar

 

3º passo: Costura

  • Alfinete a parte de cima deixando espaço para a passagem da fita de cetim
  • Faça um alinhavo pequeno para que não solte
  • Passe a fita de cetim em seguida

 

4º passo: Penas de EVA

  • Modele as penas de pavão
  • Corte de 60 a 70 penas nas respectivas cores
  • Monte-as usando a cola quente

 

5º passo: Colagem das penas

  • Disponha as penas sobre a saia de forma que não sobre muito espaço no fundo
  • Cole usando a cola quente

PEÇA PRONTA PARA USAR! ♥