Arquivo da tag: Decote

Curiosidades da Moda: Decotes

Porém, a roupa mais antiga do mundo, conhecida como Vestido Tarkhan, possuía pregas e um decote em V e foi encontrada no Egito, ou seja, com a duração de 5.100 a 5.500 anos.  Este registro é tão importante da história do vestuário que pode ser considerado um indício que o decote surgiu a dois milênios antes.

Com o passar do tempo e o notar que os decotes tornavam as mulheres mais sensuais, os decotes ganharam espaço no vestuário feminino durante a Idade Média e mais variação de uso, como formato quadrado, arredondados, em V, na frente ou nas costas. Além do mais, o espartilho era um grande aliado dos decotes, porque levantava e valorizava os seios, mas caiu em desuso por ser muito desconfortável, entretanto o sutiã continua a desempenhar este papel e ainda é um grande aliado dos decotes até os dias atuais.

No início do século XX, o modelo dos decotes passaram a ser discretos. Era comum que as mulheres usassem roupas sem decotes, com golas em modelos que cobriam todo o colo.

 As peças com decotes conservadores permaneceram em alta até a década de 20, os também conhecidos “Anos Loucos”. Apesar, de ser uma época onde apresentava muita ousadia na revolução do vestuário feminino, o decote foi ressurgindo, acompanhando o ritmo das mudanças no comprimento das saias, que encurtaram alguns centímetros mostrando os tornozelos e os decotes voltaram a mostrar um pouco mais o colo das mulheres. Já nos anos 30 trouxe a chegada do decote nas costa, mesmo quando a moda da década permaneceu discreta, afetada pelos os efeitos da guerra.

Os anos 40 trouxera o decote envelope, um dos modelos mais usados nessa década tanto em vestidos, quanto nos casacos.

Já nos anos 50 os decotes começam a ser mais ousados em maior variedade de roupas. Esta década também foi responsável pelo sucesso do decote “princesa” ditado pela coroação da Rainha Elizabeth II e eternizado por estrelas como Audrey Hepburn. As estrelas da época também eternizaram o decote em V e o tomara que caia.

Nos anos 60 os ousados vestidos tubinhos tinham decotes arredondados ou quadrados com arremates e modelos inovadores, mas não eram muito profundos. Os decotes altos dos anos 60. Já a década de 70 traz consigo o decote ombro a ombro, os modelos ciganinha que acompanhavam a onda Hippie e também o decote frente única.

Os anos 80 trouxeram decotes assimétricos de variados tipos, e os anos 90 consagraram os decotes retos e os drapeados.

Atualmente os decotes ganharam diversos formatos, alturas, tamanhos e até volumes, principalmente na passarelas.

Gostou deste post sobre Decotes? No curso de Personal Stylist você aprende muito mais e descobre qual o mais adequado para cada tipo de silhuetas. Saiba mais em nosso site.

*

Núcleo de Criação da Sigbol

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.

 

Decote de Tule

Existem algumas tendências que viram febre e depois caem no esquecimento, e outras que chegam para ficar. É assim na moda!

O decote com tule veio com tudo, e criou o seu lugar cativo no coração de muitas mulheres. Devido ao seu grande sucesso nas passarelas não só do Brasil, como por exemplo, os vestidos da estilista Patrícia Bonaldi, e do mundo com os looks de Elie Saab, Zuhair Murad, dentre outros adeptos das transparências, o decote com tule é, atualmente, um dos itens mais requisitados quando o assunto é vestido de festa.

Além de criar um visual mais leve, o decote com tule, tela ou segunda pele como também é conhecido, serve de base para aplicação de bordados e pedrarias, e cria uma ilusão de que aqueles elementos estariam “colados” no corpo. É lindo para fazer um modelo com manga comprida, e também para utilizá-lo no decote das costas. O resultado é um vestido sensual, sem parecer vulgar.Untitled-1
Elie Saab:43

Zuhair Murad:5

Patrícia Bonaldi:6 (1)

Mas para quem pensa que esse luxo todo ficou só para as festas, se enganou o tule ou segunda pele como esta sendo chamado, também é muito utilizado em peças mais básicas.

A tendência da transparência apareceu no verão passado e permaneceu nesse inverno. Primeiro com tecidos bem leves e fluídos e depois com a segunda pele. Por isso separamos alguns looks inspiradores, como saias com detalhes recortados, vestidos com tecidos transparentes no ombro e até camisas.

Procure apenas usar esse detalhe no look na parte que você deseja chamar atenção, evite transparências nos lugares do corpo mais volumosos para não ser notada de forma negativa.879

Em peças mais sexys e arrojadas para as mais atrevidas.1011

Decote é sempre um problema para quem tem muito, busto por isso a transparência é um truque que se faz com tule, que se torna um grande aliado na hora de usar um decote profundo ou disfarçar imperfeições. Ele funciona como uma base de sustentação para a pele.

O que muita gente usa são as fitas adesivas de dupla face, chamadas de fashion tape, que são próprias para isso. Elas não machucam a pele e deixam o decote no lugar que quiser assim você não precisa usar sutiã. Há diversas marcas que estão à venda no mercado, vale a pena investir em uma boa marca e aproveitar essa tendência.121314

*

Por Natalina Porto, professora do Núcleo de Modelagem da Sigbol Fashion.

Referências:  12345678910111213 e 14.