Arquivo da tag: curso

Ampliando o lucro da sua coleção

Resultado de imagem para fashion designing

moda tem mudado muito nos últimos tempos e o consumidor quer mais do que apenas comprar, ele acredita que o produto vale a pena, seja pelo preço ou pela qualidade do item. Porém, muitos fatores interferem no custo de uma peça.

Hoje em dia, com a concorrência do mercado, é necessário que sua empresa tenha que dar um tiro certeiro a cada nova coleção de moda. Para isso, não é preciso diminuir o preço de uma peça para vender mais, e sim planejar, buscando lucrar mais com o mesmo investimento.

Resultado de imagem

É obrigatório manter-se atualizado e pesquisar sobre o público-alvo da marca e tudo ao seu redor. O avanço e a novidade são duas das principais leis para o setor da moda. Uma dica é ficar atento ao calendário de moda e ao de atacado. Preste atenção para aproveitar datas comemorativas e conectar suas vendas.

A segunda dica é que a loja deve ser composta por produtos básicos, que vendem sempre e variam menos com informações de moda, separe por categoria, tipo de produto, peso de moda, variedade e faixa de preço.

Resultado de imagem

Conheça os nossos cursos de Designer de Moda e Visual Merchandising e Vitrine e saiba como criar sua marca e conhecendo essas etapas de uma forma profunda.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Tecidos de Malha

Os tecidos de malha com elastano precisam de uma atenção maior no processo de costura.

Após cortar o tecido, em fábrica, a peça deve ser costurada no menor tempo possível. Quanto mais as partes cortadas forem manuseadas, maior a tende a enrolar,  causando torção no tecido e problemas na etapa de costura dos tecidos de malha.

O profissional de costura deve evitar esticar as peças e observar a quantidade de pontos ideal. É importante realizar alguns testes em amostras.

Em nosso curso de Corte e Costura Industrial você aprende a trabalhar com os tecidos de malha de forma correta. Saiba mais em nosso site.

*

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

Por Maria da Graça de Melo, professora do núcleo de modelagem da Sigbol Fashion

O Desenho Técnico

Um dos principais processos no desenvolvimento de um projeto é a comunicação entre o estilista e o modelista, essa comunicação se da por meio do desenho técnico de vestuário.

O desenho técnico e ficha técnica são essenciais em uma produção de roupas, pois eles devem conter informações importantes, como que tecido e aviamentos serão usados na confecção de cada peça de roupa.

O desenho técnico tem a função de mostrar ao modelista de forma clara e técnica a descrição de como deve ser confeccionada a peça criada.

No curso de Desenho técnico de moda da Sigbol Fashion você aprende a desenvolver inúmeras peças por meio de nossas bases. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.

 

Tendências: afinal, de onde tiramos essa montanha de informações?

images

Você, como a maioria das pessoas, já deve ter pensado que os estilistas criam tendências de acordo com seu bel prazer, certo? Mas já reparou também que, a cada temporada, diversas marcas trabalham materiais, tendências e imagens próximas umas das outras, apenas em formatos diferentes?

IMAGEM1

Pois saibam que todas essas informações saem de lugares e empresas especializadas nesse tipo de pesquisa, os bureaux de tendências, especializados em pesquisas de consumo. Cada produto consumido no planeta hoje é concebido conforme as tendências de busca por soluções que atendam às necessidades humanas naquele momento específico. E dependendo do tipo de produto, esta informação pode ser utilizada em alguns meses, um ano ou com até 5 ou 6 anos de antecipação, caso dos eletrônicos mais complexos, que precisam de tempo para serem planejados e testados, antes de chegar ao consumidor final.

download

Cada bureaux trabalha com diversos especialistas em diversas áreas, tais como moda, antropologia, tecnologia, etc., buscando classificar tudo que há hoje que pode vir a ser procurado pelo público em algum momento dos próximos anos. Cada empresa produtora fica livre para adquirir as informações de que necessitarão. E, com as informações e tendências em mãos, podem selecionar apenas aquelas que lhes convém, de acordo com o perfil da marca e do público alvo (uma marca que trabalha alfaiataria e looks discretos muito provavelmente escolherá, entre tendências de cores neons e pastéis, a segunda opção, pois é a que mais se encaixa em seu perfil). A partir daí, esses elementos darão o tom para o desenvolvimento da coleção. E é com esse processo que trabalhamos no curso de Estilo, em que você vai aprender a procurar, absorver e desenvolver os temas e tendências e desenvolver, do início ao fim, suas próprias criações!

IMAGEM2

Conhece algum bureaux de tendências bem legal e quer compartilhar com os colegas? Deixe uma mensagem nos comentários fazendo sua indicação!

*

Por Haranin Julia Maria, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion.

Referências: 1 e 2.

‘OK, quero trabalhar com moda!’ – parte I

Muitas e muitas e infinitas vezes ouvimos esta mesma frase, aqui na escola e fora dela também. Quase tantas vezes quanto observamos pessoas um pouco perdidas, sem saber exatamente para onde seguir. Moda engloba tantas áreas que as coisas podem, as vezes, ficar meio confusas, não é? Por isso decidimos fazer uma série de posts, para te explicar o que exatamente cada área de criação precisa ter, e qual o curso certo pra você aqui na Sigbol!

profissoes-moda

Se você quer muito ser um estilista, mas não sabe desenhar nada além do boneco de palitinho e talvez uma casinha, o curso de Desenho de Moda Básico é seu início. Nele você vai aprender, primeiramente, como funciona a construção do corpo humano, de forma voltada para a moda, além de construção de caimento de tecidos, aula de análise e catalogação de tecidos e aviamentos, e tipos de trajes, tudo em grafite. Muitas vezes as pessoas nos questionam de porque precisam aprender a desenhar e entender caimento e movimento humano, se o que precisam desenhar é a roupa. Respondemos então: o corpo é a base onde sua roupa será carregada, por aí. Logo, se há um movimento fora de proporção, irreal, ou até mesmo, se a peça está fora do corpo, somente, o produto final pode ficar diferente do imaginado.

grafite 1

Este é o primeiro passo na escalada para se tornar um criador de moda. Para exemplificar melhor, segue abaixo um vídeo sobre o curso

Acha que encontrou sua vocação? Então corre pra cá e venha aprender com a gente!

*

Por Haranin Julia Maria, professora do Núcleo de Criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10 e 11