Arquivo da categoria: Cursos

DESENHO TÉCNICO DE MODA

Sabemos que o desenho técnico de moda é tão relevante quanto o croqui, que transmite a ideia do estilista. Nele é importante utilizar da observação aos detalhes, pois sua precisão e técnica são as bases para o bom desenvolvimento do projeto da vestimenta.

O Desenho Técnico tem o objetivo de orientar, detalhar e descrever a peça de roupa ao máximo, para garantir que o produto final seja como se imaginou desde o início. Sendo assim ele deve apresentar algumas características: 

  • Deve ser informado as medidas para que a execução da peça seja exata
  • Visão da frente, costas e laterais planificadas (importante para o detalhe de calças, mangas, etc…)
  • Representação de costuras, pespontos, recortes, acabamentos, botões, zíperes, etc… 
  • Representação do caimento da peça 
  • Identificação dos tecidos utilizados e estampas (corrida ou localizada)
  • O desenho precisa ser monocromático e com linhas de diferentes tipos e espessuras para simbolizar contornos, costuras, etc.
  • Representação dos bolsos e dos forros.

Por se tratar de um projeto, o desenho técnico precisa ter um padrão que todos os profissionais e envolvidos entendam, evitando erros e desencontro de interpretações no processo de produção das peças. Ao elaborar, é bom prestar atenção aos detalhes para evitar alguns erros.

  • Detalhar as informações de forma objetiva 
  • Descrições que facilitem a interpretação para que a peça final seja fiel ao projetado pelo designer 
  • Conhecimento básico em tecidos, modelagem e costuras, para melhor comunicação de informações na ficha técnica. 

Também é possível desenvolver o desenho técnico de moda através de ferramentas digitais (softwares). É um método mais rápido para realizar ajustes dos detalhes e adicionar informações. No curso de Desenho Técnico de Vestuário da Sigbol você aprende através de aulas práticas e teóricas. Saiba mais em nosso site.

*

Pelo núcleo de Moda da Sigbol.

Referências: 1, 2, 3, 4.

Quais são os tecidos mais utilizados na Moda Fitness?

Na moda fitness, é essencial para a roupa ter a modelagem perfeita. Isso porque a moda fitness tem certas funcionalidades para quem utiliza.

Hoje existem muitos tecidos tecnológicos e que até ativam a circulação e reduzem a celulite. Esse tipo de tecido é encontrado no mercado com facilidade.

Aqui vai algumas dicas de tecidos utilizados na modelagem da moda fitness:

  • Dry-fit, suplex ou Amni

Essas são tecnologias aplicadas aos tecidos que transportam o suor. Desenvolvido em poliamida texturizada a ar, essa tecnologia proporciona a rápida transferência de calor.

  • Suplex Power Energy 

Semelhante à tecnologia anterior, porém com mais elastano, o que proporciona mais firmeza e compressão no corpo.

  • Tweedino – Power TouchT ou Savyon 

Fabricados com poliamida e elastano em teares eletrônicos de ultima geração, esses tecidos proporcionam elasticidade, equilíbrio térmico e respiração, além de fornecerem proteção UVA e UVB.

  • Infra Emana 

Contém minerais emissores de infravermelho longo, que penetram na pele e provocam bio-estimulação. Isso proporciona melhoria no rendimento físico já que a distribuição do calor na superfície da pele fica mais homogênea, o que oferece o equilíbrio térmico do corpo em atividade física.Imagem relacionada

  • Fiandra Stripe 

Facilita a liberação do calor. Composto por linho, um material de maior durabilidade.

  • Dubay 

100% poliamida, material leve e com secagem rápida. Não precisa passar.

  • Energy  

Tecido com proteção UV, secagem rápida e alta resistência ao cloro e ao sol. Ideal para prática esportiva ao ar livre.

Por ser tratar de tecidos de malha, os cuidados devem ser redobrados na costura e no corte para que não ocorra desperdício do tecido, que tem custo elevado devido ao seu alto nível de tecnologia embutida.

*

Por Pelo núcleo de criação da Sigbol.

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9.

Profissão: Modelista

Uma das profissões com maior destaque no mercado da moda é a de modelista.  Afinal, esse profissional responde a grande parte do planejamento e produção da peça piloto, e sempre acompanha o desenvolvimento de criação dos estilistas em uma confecção.

Ele cuida da elaboração de moldes, da busca pelo tecido adequado ao modelo e também serve como o ponto de referência para a fabricação da peça piloto. O modelista atua em conjunto dos estilistas, convertendo suas idéias primeiramente em protótipos, para que o acabamento e o resultado final do produto fique perfeito.

Um bom modelista sempre está se reinventando no mercado de trabalho, buscando novas maneiras e estratégias de realizar o seu trabalho, e a Sigbol tem os melhores cursos para se especializar na área. Saiba mais em nosso site.

*

Referências: 1, 2.

Pelo núcleo de modelagem da Sigbol.

Curiosidades da Moda: A história do tecido Jacquard

Cada tecido tem sua particularidade. Eles são diferenciados pela sua estrutura (entrelaçamento dos fios de urdume junto a trama), e sua fibra (material utilizado para a fabricação, sintético ou natural). Porém, sua textura é determinante para o acabamento, como caimento e aspecto do toque. E com o Jacquard não é diferente,  um tecido antigo e com uma estrutura riquíssima em possibilidades de visual e textura, além de poder ser tecido em diferentes espessuras, utilizado para peças de roupas, cortinas, estofados etc.
Uma das invenções mais importantes da História, o tear deste tecido foi criado em 1801 por Joseph Marie Jacquard, tecelão francês e inventor do tear mecânico. Ele construiu uma máquina inteiramente automatizada, que podia fazer desenhos muito complicados. Toda essa operação era feita manualmente e ele resolveu optar pela praticidade, a cada segundo, ele tinha que mudar o novelo, seguindo as determinações do contratante. Com o tempo, Jacquard foi percebendo que as mudanças eram sempre sequenciais e inventou um processo simples: cartões perfurados, onde o contratante poderia registrar, ponto a ponto, a receita para a confecção de um tecido.
De início essa invenção incomodou muitos tecelões. O medo de que a máquina pudesse ocupar seus espaços de trabalho gerou muitas revoltas, não apenas na França, como também na Inglaterra, onde os movimentos anti-indústria eram bem fortes. A notícia sobre o Jacquard foi um dos fatos que impulsionaram o movimento inglês ludista (que consistia em invadir as fábricas e destruir as máquinas que produziam as mercadorias da indústria têxtil).

 

Entre 1820 e 1839 o Jacquard se tornou um dos principais sistemas de padronização têxtil no mundo, até ser substituído pelo tear mecânico de maquineta em 1840.

Hoje, por conta da tecnologia as máquinas estão mais avançadas e existem projetos inovadores, onde o objetivo é desenvolver máquinas mais modernas de tear industriais e tricô 3D para criar roupas inteligentes que poderão funcionar como computadores vestíveis. Por enquanto, apreciamos a beleza do tecido em passarelas e utilizamos nas mais diversas possibilidades de criação.

Gostou de aprofundar seu conhecimento? No curso de Desenho de Moda Básico da Sigbol, você desenvolve uma incrível pasta com amostras de Tecidos para referência. Saiba mais em nosso site.

*

Por Paola Sanguin, professora do núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5, 6, 7, 8, 9, 10.

Manual Técnico Dicionário da Moda Sigbol, Manual Técnico História da Moda Sigbol

Personal Stylist: Coloração Pessoal

Você já parou pra pensar o por quê uma determinada cor de roupa te cai tão bem e outra não?  Exatamente! O mesmo vale para maquiagens, esmaltes cabelos e muito mais… Tudo isso não se dá ao acaso, e existem até estudos que explicam a razão: a colorimetria.

Tudo começou na virada para o século passado, por meio de  grandes artistas e estilistas que pavimentaram os raciocínios sobre coloração pessoal. Uma delas é:  Carole Jackson, que através de seu livro Color me beautiful, impactou milhões de americanas e se intensificou com a profissão de personal styling, que estava nascendo na época. Ela simplificou as ideia baseadas nas quatro estações: primavera, verão, outono e inverno, criou as tabelas correspondentes para cada uma, criando um verdadeiro império de produtos e serviços.

Nesses novos tempos, onde a mídia social vem crescendo, temos visto cada vez mais a coloração pessoal, divulgada por consultores de moda e imagem. Hoje em dia é uma febre, impossível passar pelo Instagram sem ver um post sobre o assunto. E aqui na Sigbol Não poderia ser diferente. Se você deseja engrenar no ramo da Moda, no curso de Personal Stylist da Sigbol, você sai preparado para conquistar uma variedade enorme de oportunidades no ramo de consultoria de vestimenta. Saiba mais em nosso site.

*

Por Núcleo de criação da Sigbol Fashion

Referências: 1, 2, 3, 4, 5.