DICA SIGBOL PARTE 2: figurinos ganhadores de Oscar

Continuando nossas dicas de conteúdo de Moda para usufruir no conforto do seu sofá. Dessa vez vamos explorar e relembrar os looks e figurinistas/estilistas ganhadores da estatueta mais cobiçada no mundo do cinema: o Academy Awards, o OSCAR de melhor figurino e maquiagem dos ÚLTIMOS 20 ANOS!

Antes dê uma olhada na parte 1 e faça você mesmo a sua lista e comente qual dica gostou mais! 🙂

  • Gladiador

Filme britânico/americano lançado em 2000 e em 2001 no Brasil. Conta a história das batalhas em arenas romanas durante o ano de 180 d. C, e também sobre o jogo de poder entre famílias perante o trono.

Podemos ver nos figurinos uma grande distinção entre generais, imperadores e escravos. O uso de pele para implicar poder e proteger do frio, e acessórios dourados representando o poder e dominação de Roma na época.

O filme levou não só a estatueta de Melhor Figurino como também, de Melhor Som, Melhores Efeitos Visuais, Melhor Ator para Russel Crowe e Melhor Filme.

  • Moulin Rouge

Filme de drama romântico musical australo-estadunidense de 2001 com estréia nacional em 2002, estrelado por Nicole Kidman e Ewan McGregor. Conta aquela história clássica de amores proibidos passada na França do ano de 1899 no famoso bordel Moulin Rouge.

Além de ganhar o Oscar de Melhor Figurino, levou para casa também a estatueta de Melhor Direção de Arte.

  • Chicago

Com estréia nacional em 2003 este musical, desta vez de comédia-drama, com Renée Zellweger , Catherine Zeta-Jones, Queen Latifah e Richard Gere explora o conceito de status entre as celebridades instantâneas em Chicago na década de 20.

O filme levou para casa 6 Academy Awards – um recorde para o gênero musical desde 1968 com o filme Oliver! – de Melhor Filme, Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Edição, Melhor Som, Melhor Direção de Arte e claro Melhor Figurino.

  • Senhor dos Anéis: O retorno do Rei

Filme de 2004 que finaliza a famosa trilogia do Senhor dos Anéis. Uma das maiores bilheterias da história do cinema, vencedor de 11 Oscars; Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Efeitos Visuais, Melhor Som, Melhor Edição, Melhor Trilha Sonora, Melhor Canção Original, Melhor Direção de Arte, Melhor Maquiagem e obviamente Melhor Figurino.

A trama conta a trajetória final de Sam e Frodo chegando a Mordor para destruírem O Anel, enquanto Gandalf, Legolas, Aragorn e Gimli juntam forças com outros aliados para combater Sauron.

  • O Aviador

Filme germano-estadunidense de 2005 que conta a história de Howard Hughes, um produtor e diretor de cinema norte-americano apaixonado por aviação, que herda uma grande fortuna e planeja construir uma grande aeronave de guerra.

Com um grande elenco e tendo Martin Scorsese como diretor, O Aviador ganhou 5 Oscars; Melhor Atriz Coadjuvante, Melhor Edição, Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino.

  • Memórias de uma gueixa

Drama épico de 2006 passado na China entre 1929 á meados de 1940, conta a história de Chiyo Sakamoto, que foi vendida a uma casa de gueixas por sua família. E durante o seu processo de se tornar uma gueixa acaba se apaixonando por um homem mais velho.

O filme foi indicado e ganhou inúmeros prêmios, incluindo indicações para seis Oscar, ganhando três; Melhor Fotografia, Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino.

  • Maria Antonieta

Filme histórico-biográfico de drama e ficção que conta a história de Maria Antonieta; sua ascensão até seu declínio durante o século 18 na França.

Apesar da temática o filme traz alguns elementos contemporâneos como a trilha sonora e alguns objetos nos cenários e no guarda-roupas. Esse estudo e choque entre temática e conceito lhe rendeu o Oscar de Melhor Figurino em 2007.

  • Elizabeth – A Era de Ouro

Continuação britano-francesa de Elizabeth de 1998. Ambos estrelados por Cate Blanchett.

Elizabeth – A Era de Ouro, que ganhou o Oscar de Melhor Figurino em 2008, narra a história da rainha Elizabeth I que já governa a Inglaterra há quase três décadas e, agora, depara-se com um grande inimigo: o rei Filipe 2.º da Espanha, que, fiel à Igreja Católica, pretende derrubar a protestante Elizabeth e germinar o catolicismo entre o povo inglês de uma vez por todas.

  • A Duquesa

Mais um filme histórico-biográfico dessa vez contando a história de Georgina de Devonshire, também conhecida como a Duquesa de Devonshire, que usou de todas as suas influências para participar do cenário político dos ingleses durante o final de 1700.

O filme teve uma recepção razoável pelo público apesar do grande elenco com Keira Knightley e Ralph Fiennes e ganhou o Oscar de Melhor Figurino em 2009.

  • A jovem rainha Vitória

Novamente um filme histórico-biográfico sobre a realeza e a disputa pelo poder, dessa vez sobre a Rainha Vitória quando tinha apenas 17 anos!

Foi indicado a três Oscars no 2010, ganhando o Oscar de Melhor Figurino.

  • Alice no país das maravilhas

Um dos clássicos da literatura mundial de Lewis Carroll repaginado pela mente criativa de Tim Burton.

Passado na Era Vitoriana, conta a trajetória de Alice Kingsley de 19 anos que está prestes a ser pedida em casamento porém a mesma foge atrás de um coelho branco em seu jardim.

Com um grande elenco e uma ótima recepção do público o filme levou para casa duas estatuetas; Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino.

  • O Artista

Filme mudo de 2011 de origem francesa.

O diretor Michel Hazanavicius sempre fantasiou em fazer um filme mudo durante muitos anos porque muitos dos cineastas que ele admira vieram dessa era, e por causa da natureza predominante da imagem no formato. De acordo com o diretor, seu desejo de fazer um filme mudo não foi recebido de forma séria inicialmente.

Lançado no Brasil em 10 de fevereiro de 2012, conta a história de um ator em declínio e uma atriz em ascensão enquanto o cinema mudo sai de moda, sendo substituído pelo cinema falado, se passa em Hollywood entre os anos 1927 e 1932.

No Oscar de 2012 O Artista levou para casa 5 estatuetas; Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Trilha Sonora e Melhor Figurino.

  • Anna Karenina

Baseado na obra do escritor russo Tolstoy de 1877 que conta a trama sobre o caso extraconjugal da personagem que dá título à obra.

Indicado a 4 Oscars em 2013, ganhando apenas o de Melhor Figurino.

  • O Grande Gatsby

Assim como Alice no país das maravilhas e Anna Karenina, O Grande Gatsby foi um filme inspirado num clássico da literatura mundial de Scott Fitzgerald.

Filmado em 3D, esta quinta adaptação cinematográfica do romance de 1925 foi estrelada por Leonardo DiCaprio, Tobey Maguire, Carey Mulligan e grande elenco. Conta a história de Jay Gatsby, um bilionário que vive em Long Island, e exibe com grandes festas seu círculo de amizades e suas paixões.

No Academy Awards de 2014 venceu Melhor Direção de Arte e Melhor Figurino.

  • O Grande Hotel Budapeste

Filme germano-americano de comédia dramática dirigido pelo excelente e super criativo Wes Anderson.

Com um elenco incrível com nomes como Willen Dafoe, Adrian Brody, Saoirse Ronan, Bill Murray e vários outros, o filme conta a história do gerente de um famoso hotel europeu que se torna amigo de um jovem companheiro de trabalho. Os dois acabam se envolvendo no roubo de um famoso quadro de valor inestimável e na batalha por uma fortuna de família. O filme mostra as mudanças históricas na Europa que ocorreram durante os anos 20.

No Oscar de 2015 levou para casa os de Melhor Direção de Arte, Melhor Trilha Sonora e Melhor Figurino.

  • Mad Max – A estrada da fúria

O quarto filme da franquia Mad Max, se passando em um vasto deserto de um futuro pós-apocalítico onde gasolina e água são bens valiosos. Ele segue a história de Max Rockatansky, que se junta a Imperatriz Furiosa para fugir do líder cultista Immortan Joe e seu exército dentro de um caminhão tanque.

Em 2016 venceu o Academy Awards de Melhor Edição e Mixagem de Som, Melhor Direção de Arte, Melhor Edição, Melhor Maquiagem e Melhor Figurino.

  • Animais fantásticos e onde habitam

O primeiro de uma série de filmes spin-off da franquia Harry Potter, que venceu o Oscar de Melhor Figurino em 2017 e trouxe a escritora J. K. Rowling em sua estreia como roteirista, onde adaptou o roteiro de seu livro de mesmo nome.

A história se passa na cidade de Nova Iorque em 1926, aproximadamente 70 anos antes da jornada de Harry Potter.

  • Trama fantasma

Filme de drama norte-americano, escrito, dirigido e filmado por Paul Thomas Anderson, com a história ambientada no mundo da alta costura de Londres na década de 1950.

O filme ganhou o Oscar 2018 de Melhor Figurino e recebeu mais cinco indicações: Melhor Filme, Melhor Diretor, Melhor Ator, Melhor Atriz Coadjuvante e Melhor Trilha Sonora.

  • Pantera Negra

Produzido pela Marvel Studios em 2019 e distribuído pela Walt Disney. Conta a história de T’Challa que, após os eventos de “Capitão América: Guerra Civil”, volta para Wakanda, para assumir seu lugar como Rei. Entretanto, quando um velho inimigo reaparece, a fibra de T’Challa como Rei e Pantera Negra é testada quando ele é levado a um conflito que coloca o destino de Wakanda e do mundo todo em risco.

Recebeu inúmeros prêmios e indicações, com sete indicações no Oscar 2019, incluindo Melhor Filme, com vitórias para Melhor Figurino, Melhor Trilha Sonora e Melhor Design de Produção.

  • Little Women

Little Women ou Adoráveis Mulheres em português é  um filme dramático estadunidense de 2020, escrito e realizado por Greta Gerwig. É a sétima adaptação cinematográfica do romance de 1868 de mesmo nome.

Faz uma crônica sobre a vida das irmãs March durante o século XIX. E é protagonizado por um excelente elenco composto por Saoirse Ronan, Emma Watson, Florence Pugh, Laura Dern, Timothée Chalamet, Meryl Streep, e muito mais.

No Academy Awards de 2020, apesar de ter sido nomeado a 6 categorias, venceu apenas o de Melhor Figurino.

  • A voz suprema do Blues

O filme é estrelado por Viola Davis e Chadwick Boseman, em seu último papel no cinema antes de sua morte, e é centrado em uma sessão de gravação fatídica da “Mãe dos Blues” Ma Rainey em 1927 na cidade de Chicago.

Em 2021 rendeu o primeiro Oscar para a equipe de Figurino e Maquiagem liderado por mulheres negras.

Por Mayara Behlau, professora no Núcleo de Criação da Sigbol.

Referências: 1, 2 e 3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s